Trabalhando no governo do Québec

Há algum tempo eu havia falado sobre a experiência de prestar concurso público aqui. Eu estava esperando o bom momento para contar o que aconteceu desde então e agora a hora chegou. Pois, como o título da postagem já diz, eu passei e agora trabalho na CARRA.

***

Então, tudo começou quando, em novembro de 2010, mesmo com alguma dificuldade, eu consegui me inscrever no concurso para agente de rentes. Pouco tempo depois recebi uma cartinha informando que estava apta a fazer a prova, o que aconteceu no dia 29 de janeiro de 2011.

Cerca de um mês e meio depois de fazer a prova eu estava trabalhando quando meu celular tocou e era uma pessoa do governo pedindo para eu enviar meu CV, pois como eu havia passado na prova eles iriam avaliar se me chamariam para a entrevista para uma vaga aberta na Régie des rentes.

Nem preciso dizer a alegria que foi saber tão inesperadamente que eu havia passado no concurso. Mas, passar para a prova e ser chamada para apresentar o cv não é o final do processo de seleção. Resta ainda ser selecionada e passar a entrevista, momento realmente decisivo para sua entrada no serviço público.

Então... Me pediram para enviar meu currículo para um contrato de alguns anos. Mandei o currículo no prazo estabelecido, mas, infelizmente não cheguei a ser chamada para a entrevista.

Poucas semanas depois recebi a comunicação oficial de que eu havia passado na prova do concurso e para minha surpresa com uma nota que eu achei bem boa para uma primeira experiência.

Eu já havia dado o concurso por perdido - e me inscrito em outros - quando no começo de junho de 2011 o telefone tocou novamente. Dessa vez era a CARRA que me ligava oferecendo uma vaga. Queriam meu currículo para ontem, pois a entrevista seria feita nos dias seguintes e deveria começar o trabalho em menos de 10 dias. Novamente mandei meu currículo e dessa vez fiz a entrevista. Por telefone mesmo.

A entrevista foi muito rápida e tinha todas aquelas perguntas básicas que os cursos como a SOIIT nos prepara. Eu a fiz caminhando no meio da rua no meu horário de almoço do trabalho e deve ter durado 15 minutos, no máximo.

No dia seguinte, a surpresa: eu havia sido aprovada. Era uma quinta-feira e deveria começar o treinamento na segunda-feira seguinte.

Bem, muita gente vai me achar completamente doida agora mas eu não pude aceitar o trabalho. Eu havia uma série de coisas para resolver no Brasil e estava com uma passagem comprada para julho e se houvesse aceitado o trabalho teria que esperar um ano para poder ir. Foi com muito pesar que recursei, mas na ocasião fui informada que provavelmente precisariam de mais pessoas no outono e que eu poderia ser novamente chamada.

Em setembro recebi nova comunicação para enviar o cv para essa mesma vaga. Mas, dessa vez o pedido veio por e-mail e justamente em uma semana que eu não o acessei 10 vezes por dia, como de costume, e o email acabou perdido no meio de um monte de propaganda. Só vi dias depois quando o prazo já havia passado. Mais uma vez não era o momento certo.

Então estava eu procurando emprego (sim, eu estava sem trabalho, mas isso é algo que contarei em outro post) quando, em uma segunda-feira, no meio de novembro, recebo um novo e-mail da CARRA propondo a mesmissima vaga. Pela terceira vez. Dessa vez não perdi o email e no mesmo dia mandei o curriculo. No dia seguinte bem cedo recebo a resposta de que seria avaliada em entrevista a qual foi marcada para o proximo dia.

E assim, às 9 horas da manhã, fiz minha entrevista. No geral eu gostei muito como a entrevista tinha se desenrolado, mas mesmo assim ainda estava com muito medo de não ser chamada. Passei o resto do dia muito tensa, mas tentei seguir com a minha vida enquanto não obtinha o resultado, pois esse poderia demorar até a semana seguinte, como me foi dito.

No dia seguinte, quinta-feira, estou voltando de uma outra entrevista quando o telefone toca. Era a resposta. Como eu estava em trânsito tive que desligar antes de saber o resultado para ligar assim que pudesse estar em um local calmo. Foram os 10 minutos mais lentos de minha vida. E então eu liguei para a pessoa que me entrevistou e recebi a notícia: eu havia sido aceita.

E assim, 1 ano depois de minha inscrição no concurso, 10 meses depois da prova e 5 meses depois de haver recusado a vaga finalmente deu certo. Finalmente sou funcionária pública no Québec.

***

Por mais que a gente que está vivenciando o Canadá fique com o pé atrás de expor tantos aspectos de nossas vidas na internet acho que eu devo passar essa experiência para aqueles que estão por vir ou já estão no Québec, sobretudo aqueles que têm formação em direito como eu, para mostrar que o concurso público é uma excelente - e viável -  opção de carreira.


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • Twitter
  • RSS

6 Response to "Trabalhando no governo do Québec"

  1. Anônimo Says:
    29 de dezembro de 2011 19:01

    Tenha certeza de q vc é a prova de que quando é pra ser nosso ninguém tira. A vaga sempre foi sua e veio no momento que Deus quis. Parabéns!!!

  2. Lucian Souza says:
    30 de dezembro de 2011 10:53

    Acho que eu nunca momentei no seu blog, mas costumo ler.
    Parabéns!!! Um sonho de consumo de muitos isso neh!

  3. Carolina et mon chum says:
    30 de janeiro de 2012 14:27

    Félicitations!!!
    E como é a prova? Muito difícil?
    Fiquei curiosa...

  4. Manuela Zaccara says:
    30 de janeiro de 2012 14:34

    Carolina,

    A prova não é difícil não. Na verdade não tem nem o que estudar. Acho que o que pode pegar é a língua (tem muita interpretação de texto) e algumas diferença cultural que possa existir (uma das provas é de como lidar com situações do dia a dia do trabalho, como um colega que joga a parte do trabalho dele para você, e a maneira correta de agir pode mudar de acordo com a cultura). Você pode ver exemplos de questões aqui http://www.carrieres.gouv.qc.ca/obtenir-un-emploi/examens-de-selection/exemples-de-questions/index.html

  5. Carolina et mon chum says:
    30 de janeiro de 2012 16:53

    Obrigada pela informação, Manuela!
    Achei o máximo essa possibilidade de poder fazer um concurso aí.
    Espero que você seja muito feliz no novo trabalho.
    Seu blog é muito gostoso de ler!!!
    bisous

  6. Rubens Santos says:
    20 de maio de 2013 13:08

    Olá Manuela. Sou recem aprovado na OAB, terminando a faculdade e gostaria de saber sobre um cargo que vi no site que vc indicou, que era sobre cargos públicos da área juridica de Quebec, esse cargo é mais ou menos isso: Procureurs aux Poursuites Criminelles et Pénales! Seria como se fosse um membro do MP? Como é a carreira? Obrigado!